Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Espanha: Supremo Tribunal suspende exumação dos restos de Franco

Espanha: Supremo Tribunal suspende exumação dos restos de Franco
Tamanho do texto Aa Aa

O Supremo Tribunal espanhol decidiu esta terça-feira suspender, de forma cautelar, o plano do Governo de exumar o corpo do ex-ditador Francisco Franco enquanto não houver decisões sobre vários recursos apresentados.

O tribunal justificou a medida cautelar, solicitada pelos netos de Franco, para "evitar o prejuízo" que poderia causar aos autores dos recursos e "aos interesses públicos".

Estas entidades "seriam gravemente afetadas se, exumados esses restos [no próximo dia 10 de junho], fosse necessário devolvê-los ao lugar em que se encontram", observou o Supremo Tribunal.

A menos de uma semana da data anunciada, o tribunal decidiu assim travar a mudança de local dos restos mortais, enquanto não toma uma decisão de fundo sobre vários recursos apresentados pela família, pela Fundação Franco e pela Comunidade Beneditina que não estão de acordo com a medida.

O Governo espanhol decidiu, a 15 de março, exumar os restos mortais do antigo ditador que estão no Vale dos Caídos e transferi-los para o cemitério de Mingorrupio, na povoação de El Pardo, também nos arredores de Madrid.

Os familiares admitiram considerar apenas a exumação para a catedral de Almudena (Madrid), proposta que já tinha sido rejeitada pelo executivo.

Para o Governo socialista, o corpo do ditador não pode ser transferido para qualquer local onde possa ser "enaltecido ou homenageado".

O parlamento espanhol aprovou em setembro do ano passado a proposta do Governo que autorizava a exumação dos restos mortais do ditador.

O Tribunal Supremo espanhol rejeitou em 17 de dezembro último um primeiro pedido da família de Francisco Franco para o Governo suspender o processo de exumação do corpo do ditador.

Francisco Franco Bahamonde foi um militar espanhol que integrou o golpe de Estado que, em 1936, marcou o início da Guerra Civil Espanhola, tendo exercido desde 1938 o lugar de chefe de Estado, até morrer em 1975, ano em que se iniciou a transição do país para um sistema democrático.