Última hora

Donald Trump, o "acordo fenomenal" e as "fake news"

Donald Trump, o "acordo fenomenal" e as "fake news"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

De convidado a anfitrião, em plena visita ao Reino Unido, Donald Trump recebeu a final flor britânica na embaixada dos Estados Unidos em Londres para fechar com glamour um dia de trabalho na capital inglesa. Nos vários dossiers em cima da mesa, destacou-se o encontro com Theresa May. Entre elogios à primeira-ministra britânica que se prepara para sair de cena, o presidente norte-americano aproveitou para piscar o olho ao futuro inquilino de Downing Street.

De acordo com Trump, "enquanto o Reino Unido se prepara para deixar a União Europeia, os Estados Unidos trabalham para um acordo comercial fenomenal entre os dois países e há um potencial tremendo nesse acordo."

Já Theresa May, admitiu que nem sempre esteve em sintonia com Trump mas que o diálogo ajudou a ultrapassar as divergências:

"Sempre falei abertamente com Donald Trump quando estávamos em desacordo e ele fez o mesmo comigo. Sempre acreditei que a cooperação e o compromisso são a base de uma aliança forte e nada podia ser mais verdade nesta relação especial."

Enquanto os dois chefes de governo se reuniam, milhares de pessoas saíram para as ruas de Londres para deixar bem claro que Donald Trump não era bem-vindo. Bem ao seu estilo, o presidente dos Estados Unidos limitou-se a dizer que os protestos contra a sua presença no Reino Unido eram "bastante pequenos" e "notícias falsas".

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.