A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Fiat Chrysler desiste de fusão com Renault

Fiat Chrysler desiste de fusão com Renault
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O mais recente noivado da indústria automóvel já não vai dar em casamento. A Fiat Chrysler abandonou a proposta de fusão com a Renault, pela qual estava disposta a dar 35 mil milhões de dólares, ou seja, cerca de 31 mil milhões de euros.

A culpa, diz a sociedade italo-americana, é do pai da noiva, isto é, do governo francês. O Estado, detentor de 15% da Renault, pediu para adiar a decisão e impôs condições. Para o executivo era necessário ter garantias de que França não perderia postos de trabalho, de que se iria manter a aliança com a Nissan e assegurar a participação num projeto de baterias elétricas com a Alemanha.

A fusão da Fiat Chrysler com a Renault daria origem ao terceiro maior fabricante de automóveis do mundo.