Última hora

"Temos um sistema económico que trata as pessoas e o planeta como se fossem descartáveis."

"Temos um sistema económico que trata as pessoas e o planeta como se fossem descartáveis."
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Jornalista, escritora, ativista, Naomi Klein é conhecida pelas ferozes críticas à globalização económica e ao capitalismo corporativo. A euronews esteve à conversa com a canadiana para saber o que pensa do crescimento dos populistas e do sucesso que alcançaram nas recentes eleições europeias:

"Penso que a grande questão que enfrentamos é esta: esta raiva que foi libertada após 40 anos de neoliberalismo vai ser direcionada para baixo, para os mais vulneráveis e menos responsáveis, ou vai ser direcionada para cima, para os responsáveis? As elites em pânico já perceberam que precisam de a direcionar para baixo senão vai chegar a eles."

Os Verdes também beneficiaram da crise que atingiu os partidos tradicionais, incapazes de perceber a importância da luta contra as alterações climáticas, ainda assim os partidos amigos do ambiente precisam de fazer mais...

"O mais complicado é que estes partidos verdes conquistaram um voto de protesto. As pessoas pensam "são verdes, gosto da ecologia e quero fazer algo pelo clima" e por isso votam nos partidos verdes que muitas vezes não têm uma agenda económica forte. Não se trata de uma crítica aos partidos de esquerda mas penso que, com algumas exceções, os partidos verdes não estão em condições de governar, por isso as variáveis mais importantes são os movimentos sociais."

Frequentemente liderados pelos mais jovens, são esses movimentos sociais que têm desempenhado um papel fundamental para chamar a atenção para os problemas ambientais e tentar encontrar uma solução global, um New Deal Verde.

"Os jovens estão a acordar os partidos políticos, a fazer-lhes perceber que já não podem tratar a crise climática como apenas mais um assunto no fim da lista e que vai acabar por cair no esquecimento. É esse o objetivo do New Deal Verde. Não existe uma política climática global, uma visão de como organizar uma economia e uma sociedade que não esteja em guerra com a Terra. Isto é válido para o clima, para os oceanos, mas também para o dia-a-dia das pessoas. Temos um sistema económico que trata quer as pessoas, quer o planeta como se fossem descartáveis."

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.