Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Mundial feminino de futebol arranca em França

Mundial feminino de futebol arranca em França
Tamanho do texto Aa Aa

Pontapé de saída para o oitavo Mundial feminino de futebol.

A França é o país anfitrião. Segundo os organizadores, já foram vendidos quase um milhão de bilhetes.

No entanto, para alguns, as diferenças entre o futebol masculino e feminino permanecem gritantes. Trata-se da opinião de uma das adeptas entrevistada pela euronews antes do início do evento

"Acho que é injusto que as mulheres não sejam pagas ao mesmo nível, afinal de contas trata-se do mesmo desporto. A desigualdade nos salários é muito injusta, já não estamos no século 19, estamos em 2019 e todos devem ser tratados de forma igual, principalmente quando o trabalho é igual", afirmou.

A partida inaugural colocou a França frente à Coreia do Sul. A campanha dos campeões em título, os Estados Unidos, arranca na terça-feira.

Muitos adeptos acreditam que o futebol feminino está a crescer e há razões para otimismo.

O jornalista da euronews, Andy Robini, marcou presença no arranque da competição. Eis o seu comentário:

"Até ao momento foram vendidos aproximadamente 950 mil bilhetes e este número poderá aumentar rapidamente à medida que o campeonato for avançando. Os campeões atuais, os Estados Unidos, e o país anfitrião, a França, são os favoritos mas como acontece em todos os campeonatos nada é garantido. Os adeptos terão razões de sobra para manterem o interesse nesta competição".