Processo contra independentistas da Catalunha entra na reta final

Processo contra independentistas da Catalunha entra na reta final
De  Luis Guita
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Avogados de defesa negam qualquer tipo de violência e reconhecem apenas um possível crime de desobediência, que não implica pena de prisão.

PUBLICIDADE

Na Espanha, as defesas dos doze acusados apresentam os argumentos finais no Supremo Tribunal.

Os advogados dos independentistas catalães julgados pelo papel na tentativa de secessão de 2017 procuraram, esta terça-feira, vésperas de fim do processo, esvaziar as controversas acusações de rebelião, negando qualquer tipo de violência e reconhecendo apenas um possível crime de desobediência, que não implica pena de prisão.

"Aqui estamos confundindo a negligência da lei, a desobediência do manual, que podemos discutir, com rebelião. O golpe de Estado normativo, a negação da norma, a crise que supõe que alguém diga "eu não quero cumprir com uma coisa"se transforme "em rebelião," afirmou, em tribunal, o advogado de Oriol Junqueras, Andreu Van den Eynde.

Oriol Junqueras, vice-presidente da Catalunha na época, é o principal réu. A acusação exigiu 25 anos de prisão por peculato e rebelião.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Incêndio em prédio de 14 andares em Valência faz pelo menos quatro mortos

Incêndio de grandes dimensões consome prédio residencial de 14 andares em Valência

Dani Alves considerado culpado de violação de uma mulher numa discoteca em Espanha