A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Mohammed Morsi morre em tribunal

Mohammed Morsi morre em tribunal
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Para a história ficarão, entre outros, os excessos em tribunal de Mohammed Morsi, o antigo presidente do Egito que morreu, esta segunda-feira, precisamente numa sala de audiências no Cairo.

Ao que tudo indica, Morsi, de 67 anos, sentiu-se indisposto e chegou já morto ao hospital. Era acusado de espionagem e já tinha sido condenado em duas ocasiões, numa delas por incitamento à violência.

Figura política controversa, surgiu no despontar da Primavera Árabe, em 2011, e foi eleito no ano seguinte para a chefia do Estado.

Mas as expetativas não se cumpriram. Rapidamente associado aos ditames da Irmandade Muçulmana, entretanto ilegalizada, teve um mandato controverso.

Em 2013, foi deposto na sequência de manifestações massivas e de um golpe militar dirigido por Abdel Fatah al-Sissi.