A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Sexta-feira de protesto contra as alterações climáticas

Sexta-feira de protesto contra as alterações climáticas
Direitos de autor
Reuters / Thilo Schmuelgen
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Música e milhares de pessoas, maioritariamente jovens estudantes, nas ruas de Aachen, na Alemanha, em defesa do clima. Exigem medidas imediatas contra as alterações climáticas.

Uma manifestação sem incidentes, mas com um importante dispositivo policial a acompanhá-la, que não demoveu quem exige mais de quem tem poder para mudar o rumo das coisas:

"O que me move é um grande sentido de comunidade e uma espécie de espírito de luta, porque temos todos o mesmo objetivo. A pressão é grande, não temos muito tempo, tem que acontecer alguma coisa, agora", afirma uma jovem alemã.

"Eu costumava trabalhar o aço e, no final, trabalhei em indústrias químicas. Precisamos todos de ganhar dinheiro... Mas precisamos também todos de ser capazes de respirar, comer comida limpa e ter ar limpo. É por isso que eu estou aqui", esclarece um alemão, menos jovem.

O protesto acontece muito perto de uma das maiores minas de carvão mineral da Alemanha.

Os ativistas exigem que Berlim comece a reduzir o consumo de carvão e a implementar políticas progressivas para se tornar um país neutro em carbono num futuro próximo.