Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

António Guterres: "É preciso evitar a escalada no Golfo"

António Guterres: "É preciso evitar a escalada no Golfo"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Enquanto a tensão sobe no Golfo, o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, alerta para a necessidade de "evitar qualquer forma de escalada".

Guterres falava em Lisboa, onde participou na conferência mundial dos ministros da Juventude: "Todos devem manter nervos de aço. É absolutamente essencial evitar qualquer forma de escalada; o mundo não se pode permitir um grande confronto no Golfo", disse.

Por seu lado, o conselheiro norte-americano para a Segurança Nacional continua a alimentar a tensão. Em conferência de imprensa com Benjamin Netanyahu, John Bolton afirmou: "Nem o Irão nem qualquer outro actor hostil deve confundir a prudência e a discrição dos EUA com fraqueza. As sanções fazem mal e foram acrescentadas mais ontem à noite. O Irão nunca poderá ter armas nucleares, nem contra os EUA nem contra o mundo.

Na quinta-feira, um míssil iraniano destruiu um drone de vigilância Global Hawk dos EUA, um incidente que Washington disse ter acontecido no espaço aéreo internacional. O Irão diz que foi no seu espaço aéreo e fala de um incidente anterior com um drone espião norte-americano. O ministro iraniano dos Negócios Estrangeiros, Mohammad Javad Zarif, revela, no Twitter, o que diz serem provas da intrusão de um drone "MQ9", em território iraniano no dia 26 de maio.

Teerão repete que responderá firmemente a qualquer ameaça dos Estados Unidos.

De acordo com o Washington Post, Trump terá ordenado, secretamente, um ciberataque de reataliação contra os sistemas de defesa iranianos, que terá atingido plataformas de lançamento de roquetes.