Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

A barragem que deverá fornecer mais de metade da energia em Angola

A barragem que deverá fornecer mais de metade da energia em Angola
Direitos de autor
Angola Solutions
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Bem-vindo a um dos maiores projetos de construção de Angola. Prevê-se que a Barragem de Laúca forneça mais de metade da eletricidade do país.

A barragem tem 155 metros de altura e 1,1 km de extensão. Quando o projeto estiver concluído, terá uma potência instalada de 2067 MW.

A barragem de Laúca é movida pela gravidade. Tem seis ingestões que levam a água a uma queda vertical de 70 metros. Um túnel de 2 km leva a água que flui rapidamente para as turbinas geradoras de energia.

A central é composta por seis unidades geradoras de 334 MW cada. Cada unidade possui um motor de 600 toneladas, que gira a uma velocidade de 120 rotações por minuto.

"Estamos a construir esta barragem para que as indústrias possam desenvolver-se no nosso país "

Elias Daniel Estevão é o diretor da barragem de Laúca, um dos maiores projetos de construção em Angola. Para Elias Estevão, a barragem é muito importante nos esforços de Angola para desenvolver um setor industrial mais forte.

"Queremos desenvolver o nosso país. Para desenvolver um país, tem de ter poder."

A construção começou em 2012 e está prevista que termine até ao final deste ano. Nessa altura, a barragem deverá produzir mais de 50% da eletricidade de Angola.

Clique no vídeo acima para visitar a barragem de 155 metros de altura com um vídeo de 360 ​​°.