Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

GP de Montreal conclui com domínio absoluto do Japão e o regresso do Rei do Judo

GP de Montreal conclui com domínio absoluto do Japão e o regresso do Rei do Judo
Direitos de autor
رویترز
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Na terceira e última jornada do Grande Prémio de Judo de Montreal em prova estiveram as categorias mais pesadas.

O Japão conquistou três medalhas de ouro e uma de prata e lidera a tabela de medalhas da prova, com um total de sete medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze. O Canadá é segundo na tabela, com uma medalha de ouro, quatro de prata e quatro de bronze.

O Regresso de Teddy Riner, o Homem do Dia

O regresso do Rei do Judo Teddy Riner foi triunfante. Campeão do mundo por dez vezes e bicampeão olímpico, o judoca francês tem no palmarés mais de cem vitórias seguidas e mostrou em Montreal que nada mudou apesar de quase dois anos de ausência.

Mas o percurso até à vitória não foi fácil. Na meia-final da categoria mais pesada de +100kg, Teddy Riner defrentou o potente campeão olímpico em -100kg Lukas Krpalek, um combate duro que foi decidido no ponto de ouro.

Numa repetição da final dos Jogos Olímpicos do Rio contra Hisayoshi Harasawa, o nipónico especialista em golpes uchi mata, Teddy Riner conquistou outra vitória difícil, sagrando-se o nosso homem do dia.

Teddy Riner
"Foi um dia difícil, há mais de ano e meio que não participava na prova e quero preparar-me para os Jogos Olímpicos. Sei que não foi a minha melhor exibição, mas o facto é que ganhei. E lutei contra grandes adversários. Para mim, a meia-final e a final foram realmente os melhores combates."
Teddy Riner

A Mulher do Dia

A japonesa actual campeã do mundo Shori Hamada revelou-se a nossa Mulher do Dia, pelo estilo explosivo de judo e determinação em alcançar a sua primeira vitória desde que foi coroada campeã.

Na final de -78kg, a judoca derrotou a russa Aleksandra Babintseva com um poderoso uchi mata no primeiro minuto da competição, conquistando mais uma medalha de ouro para o Japão e apostando sériamente nos Olímpicos de Tóquio.

Shori Hamada
"Desde que ganhei o Campeonato do Mundo no ano passado, ainda não tinha conseguido vencer em provas internacionais. Por isso, esta vitória é um grande incentivo, que me dá muita confiança."
Shori Hamada

O domínio absoluto do Japão

Outro campeão olímpico que teve também uma exibição notável em Montreal foi o japonês Mashu Baker. Na final de -90kg, o judoca superou o norte-americano Colton Brown, com um contra-ataque inteligente nos momentos finais do combate.

Mashu Baker no contra-ataque frente a Colton Brown

O dia trouxe mais medalhas de ouro para o Japão. Com esperanças na qualificação para Tóquio, a campeã do mundo Sarah Asahina triunfou na final sobre Raz Hershko, de Israel, reivindicando a coroa da categoria de +78kg.

Uma Medalha para o Egipto

O egípcio Ramadan Darwish esteve incrível durante todo o dia, vencendo na final de -100kg o favorito Shady Elnahas, do Canadá, e arrebatando a primeira medalha na prova para o Egípto, que foi de ouro.

O Movimento do Dia

Para além da medalha de prata, o canadiado Shady Elnahas teve mais motivos para celebrar, incluíndo a realização do nosso movimento do dia. Conhecido pelos seus perigosos golpes de quadril, o judoca demonstrou na luta frente ao medalhista Karl-Richard Frey, da Alemanha, um dos seus maiores e melhores, levando o público ao rubro.

Um final feliz para uma fantástica prova inaugural de judo na cidade de Montreal.

A Comitiva Portuguesa

Portugal esteve presente no Canadá com quatro judocas, Catarina Costa e Maria Siderot em -48kg, Joana Ramos em -52kg e Gonçalo Mansinho em -60kg.

Catarina Costa teve a melhor exibição, arrebatando a medalha de prata da categoria de -48 kg.

Maria Siderot alcançou o sétimo lugar e Joana Ramos e Gonçalo Mansinho foram eliminados na primeira ronda.

A próxima prova terá lugar de 12 a 14 de Julho, em Budapeste.