Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Dia da População Mundial: População da União Europeia aumenta

Dia da População Mundial: População da União Europeia aumenta
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Dia da População Mundial foi implementado em 1989, pelo Conselho do Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas, numa tentativa de dar destaque global às questões relacionadas com a população mundial.

Nessa altura, a população total combinada dos atuais 28 Estados-membros da União Europeia rondava os 474 milhões de pessoas. De acordo com o Eurostat, trinta anos depois, essa população aumentou em 8%.

Atualmente a população da União Europeia ultrapassa os 513 milhões, mais 1 milhão e 100 mil pessoas que em 2017.

O aumento deve-se à imigração, tendo em conta que houve mais mortes que nascimentos, em 2018, um fenómeno registado pelo segundo ano consecutivo

Bulgária, Letónia, Lituânia e Roménia registaram as maiores taxas de mortalidade, enquanto a Irlanda, a Suécia, França e o Reino Unido foram os países onde as taxas de natalidade foram mais altas. Portugal está entre os países com a mais baixa taxa de natalidade (8.5‰).

O país onde o número de nascimentos mais superou o de mortes foi a Irlanda, ao contrário da Bulgária, onde o número de mortes mais superou o de nascimentos. Itália registou a menor taxa de natalidade.

A população decresceu em dez Estados-membros, sobretudo na Letónia, na Bulgária e na Croácia. Malta, Luxemburgo e Irlanda foram os países que mais viram a população aumentar.

A 1 de janeiro de 2019, Alemanha e França eram os países da União Europeia com mais habitantes, seguidas pelo Reino Unido, Itália e Espanha.

A população da Alemanha constitui 16.2% do total da população do bloco comunitário, com 83 milhões de habitantes; França, com 67 milhões de habitantes, perfaz 13.1%.

Excluindo os seis países mais populosos da União Europeia (Alemanha, França, Reino Unido, Itália, Espanha e Polónia) os restantes Estados-Membros representam, cada um menos de 4% da população da União Europeia.