Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

O lado oculto da guerra do Afeganistão

O lado oculto da guerra do Afeganistão
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Attagul foi atingido por uma explosão na cidade de Gázni, no sudoeste de Cabul, no final de maio. A explosão afetou para do crânio e do cérebro.

Inicialmente foi tratado num hospital local e depois recebeu apoio do Centro Cirúrgico para vítimas de guerra da organização não-governamental "Emergency", na capital afegã.

"Ele estava a 150 metros da explosão. Muitas pessoas, que estavam mais próximas, morreram. Muitas casas ficaram danificadas e com janelas quebradas", lembra Said Mohmad, primo da vítima.

Attagul estava a trabalhar quando se deu a explosão. O condutor de tratores de 35 anos vive numa aldeia na província de Gázni, uma região com combates ativos entre grupos armados e forças pró-governamentais.

"Na nossa aldeia há muitas explosões. Ao longo das ruas há minas. Todos os dias há combates", acrescenta Said Mohmad.

Depois de uma delicada intervenção cirúrgica e de passar duas semanas nos cuidados intensivos, Attagul começou a recuperar.

Agora pode falar e mover-se. Encontrámo-lo uma semana antes do encaminhamento para um centro ortopédico onde deverá voltar a recuperar a mobilidade.

Antes do ataque, tinha seis crianças a cargo, a mulher e os pais.