Última hora

Rali Rota da Seda: problemas mecânicos na moto de Speedy

Rali Rota da Seda: problemas mecânicos na moto de Speedy
Tamanho do texto Aa Aa

A sexta etapa do Rali Rota da Seda, um percurso total de 412km, contou com um percurso especial de 279km, onde vários participantes perderam o rumo, causando várias alterações na classificação geral.

Com uma rota através da Mongólia já de si complicada, o tempo não ajudou, com chuva, trovoadas e calor.

Motocicletas: problemas mecânicos no moto de Speedy

Logo após o começo da segunda fase do percurso, os irmãos Luciano Benavides (RED BULL KTM Factory Racing) e Kevin Benavides (MONSTER ENERGY HONDA TEAM), bem como Sam Sunderland (RED BULL KTM Factory Racing), perderam a rota, mas o último retomou rápidamente o caminho certo.

No entanto, o britânico perdeu tempo precioso a favor do espanhol Oriol Mena (HERO MOTOSPORTS Team Rally), que se sagrou assim o vencedor da etapa, subindo para segundo na classificaçào geral. Adam Tomiczek terminou em segundo, seguido do espanhol Joan Barredas. Sam Sunderland terminou em quarto mas mantém a liderança em motocicletas.

Além disso, houve também percalços. O português Paulo Gonçalves (HERO MOTOSPORTS Team Rally), que tinha terminado ontem em terceiro, acabou hoje em vigésimo terceiro, devido a uma falha de motor depois do terceiro ponto de paragem que o forçou a parar.

Silk Way Rally 2019: Stage 6 - Paulo Goncalves

Mechanical problems derailed Paulo Gonçalves' superb run today, but we're sure he'll #RaceTheLimits to come back stronger in the next stage. #SilkWayRally

Publiée par Hero MotoSports sur Vendredi 12 juillet 2019

No entanto, o piloto de Esposende continuará em prova.

Carros: vitória dupla para a Toyota

Mais uma vitória dupla para a Toyota em carros. Nasser Al-Attyiah (Toyota Gazoo) venceu mais uma etapa apesar de também ter perdido o caminho e o holandês Eric Van Loon terminou em segundo depois de Denis Krotov (MSK RALLY TEAM), que esteve na liderança com cerca 23 minutos de vantagem, ficar para trás devido a um problema na caixa de velocidades e um furo a 10km do fim.

Sergey Kupriyanov, da KAMAZ, rebocou o seu Mini até à linha da meta.

O francês Mathieu Serradori (SRT TEAM) foi terceiro.

Camiões: a etapa mais disputada até ao momento

Em camiões, a competição foi mais forte do que nunca. O bielorusso Siarhey Viazovich da MAZ venceu a etapa com apenas 30 segundos de vantagem sobre Anton Shibalov, da KAMAZ. O russo Airat Mardeev (KAMAZ) foi terceiro depois de Andrey Karginov ficar para trás devido a um problema na roda.

Na sétima etapa de amanhã, o rali inicia um percurso através das dunas do deserto de Gobi.

Com um percurso total de 5.000kms, a prova termina a 16 de Julho na cidade de Dunhuang, na China.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.