EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

"Estou sempre disponível para trabalhar em prol do meu país"

"Estou sempre disponível para trabalhar em prol do meu país"
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em entrevista à Euronews, a ministra portuguesa da Justiça defende a descriminação positiva para minorias e não rejeita manter a pasta numa nova legislatura.

PUBLICIDADE

Francisca Van Dunem defende a criação de políticas afirmativas em Portugal.

O Parlamento recebeu, a 9 de julho, um relatório sobre racismo e xenofobia com recomendações para minorar a descriminação étnico-racial. A introdução de quotas para minorias na Assembleia da República não foi recomendada de forma explícita. No entanto, a ministra portuguesa da Justiça acredita que o racismo é transversal a todos os segmentos da sociedade e deve ser combatido com medidas de discriminação positiva.

"Defendo que pode haver políticas afirmativas (...) O parlamento português deve representar todos os segmentos da sociedade portuguesa, ou seja, o Parlamento, como espelho de uma nação deve ter no seu seio todas as realidades que englobam essa nação e portanto, acho que as chamadas minorias englobam a nação portuguesa e, nessa perspetiva, acho normal que houvesse maior representação de minorias no Parlamento", afirmou a ministra.

Questionada sobre a continuidade à frente da pasta da Justiça numa nova legislatura, Francisca Van Dunem considera prematuro falar do assunto, mas revela estar *sempre disponível para trabalhar em prol do país, seja na condição em que for".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ministros da Justiça discutem modelos alternativos de encarceramento

Discriminação racial é prática comum em vários países europeus

Europa na rua contra o racismo