EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Alemanha comemora tentativa de assassinato de Hitler

Alemanha comemora tentativa de assassinato de Hitler
Direitos de autor 
De  Luis Guita
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A chanceler alemã, Angela Merkel marcou presença nas comemorações do 75 º aniversario da tentativa de matar Hitler. Uma operação levada a cabo por oficias da Wehrmacht.

PUBLICIDADE

O 75 º aniversario da tentativa de matar Adolf Hitler, em 1944, foi celebrado, este sábado, na Alemanha.

A chanceler alemã, angela Merkel marcou presença nas comemorações da operação levada a cabo por oficias da Wehrmacht (Forças Armadas do III Reich).

"As mulheres e homens que resistiram agiram com profunda convicção moral, seguindo sua consciência, eles provaram ser verdadeiros patriotas," declarou Angela Merkel.

O conde Claus Schenk Graf von Stauffenberg foi o oficial do exército alemão que organizou a tentativa de matar Hitler com uma bomba e acabar com a guerra.

Stauffenberg, figura central da resistência militar contra o nazismo, e outros três companheiros de conspiração foram executados no mesmo dia.

Nas semanas e meses que se seguiram, os nazis executaram pelo menos 89 pessoas por participarem ou apoiarem a ação.

Sophie von Bechtolsheim, neta do oficial que liderou o complô para matar Hitler, publicou recentemente um livro. Quer contrapor a imagem do avô como "o assassino de Hitler" e abrir a perspetiva.

“Hoje, a expressão "tentativa de assassinato" é fortemente conotada. Tem uma conotação negativa por causa de todas as tentativas de assassinato que abalam a nossa atualidade. Estas são sempre pessoas que querem espalhar o medo no mundo com ideias radicais. É exatamente isso que o dia 20 de julho não queria, o golpe não queria. Eles queriam acabar com o terror e a tirania. Se estas pessoas não são boas para servir como exemplo, eu pergunto-me quem é bom para servir de exemplo," afirmou Sophie von Bechtolsheim.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Forças especiais alemãs investigadas por neonazismo

Borrell compara destruição em Gaza com danos causados nas cidades alemãs na Segunda Guerra Mundial

Líder regional do partido de extrema-direita AfD é julgado por utilizar símbolos nazis