A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Morte de lusodescendente é agora "assunto de Estado"

Morte de lusodescendente é agora "assunto de Estado"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um esclarecimento profundo sobre a morte do lusodescendente Steve Maia Caniço. O governo francês prometeu "fazer luz sobre tudo o que se passou. O primeiro-ministro Edouard Philippe declarou que o relatório policial não estabeleceu uma ligação entre a intervenção policial e o desaparecimento do jovem durante a festa de música em Nantes no dia 22 de junho.

Edouard Phillipe anunciou a abertura de um inquérito interno para determinar como foi realizada a intervenção policial no evento.

Para a associação "FreeForm" que acompanha jovens organizadores de eventos, a iniciativa é de louvar mas existem muitas dúvidas. "Tudo o que puder contribuir para a verdade neste dossiê é uma coisa boa, por isso isto vai no bom sentido. Agora, aquilo que nos espanta, é o facto de se afirmar de forma perentória que a intervenção da polícia não criou problemas, problemas entre o público, quando existem pessoas que estavam lá que dizem ter perdido a visão por causa do gás lacrimogéneo, que caminharam e que acabaram por cair à água", refere Samuel Raymond.

A advogada da família diz-se espantada com a intervenção do primeiro-ministro, quando caberia ao ministro do Interior a apresentar o relatório das forças da ordem. Cécile de Oliveira afirma por isso tratar-se agora de um assunto de Estado.

O corpo de Steve Caniço foi encontrado e retirado das águas do rio Loire esta segunda-feira.