Última hora

Mão criminosa nos incêndios na Sibéria

Vista aérea do incêndio na Sibéria
Vista aérea do incêndio na Sibéria -
Direitos de autor
euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Há suspeita de mão criminosa nos incêndios da Sibéria. A informação é do ministério público russo.

Na região de Irkutsk, uma das mais afetadas, o Procurador-geral diz que identificou ignições destinadas a escoder o abate ilegal de árvores.

As autoridades dizem que o número de incêndios ativos e de área arida atingiu valores sem precedentes.

No início do mês o fogo tinha devastado uma área equivalente à Bélgica. Aumentou 50% e equivale agora à área da Estónia - quase metade da área de Portugal.

euronews
euronews

A Greenpeace lançou um alerta para as consequências ambientais deste incêndios. A temperatura na Sibéria subiu 2,5 graus celsius.

O volume de emissões de dióxido de carbono equivale ao emitido por 36 milhões de carros num ano.

Na última semana, o presidente russo enviou militares para a região. o combate ao incêndio faz-se sobretudo com aviões e helicópteros, mas nos últimos dias estão a ser largadas no terreno brigadas de especialistas para ajudar ao combate.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.