A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Região do Cáspio, uma família com a economia em ascensão

Região do Cáspio, uma família com a economia em ascensão
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Desde o início do segundo milénio, os cinco estados do mar Cáspio - Rússia, Cazaquistão, Turquemenistão, Irão e Azerbaijão, tentam solucionar problemas de longa data.

O Turquemenistão, decidiu, juntamente com os parceiros, dar o próximo passo e abrir um novo capítulo nas relações do Mar Cáspio. A Euronews acompanhou o primeiro Fórum Económico do Mar Cáspio, o qual teve lugar no Turquemenistão.

Depois de um acordo histórico que resolveu décadas de conflitos marítimos, os cinco estados que cercam o Mar Cáspio estão agora determinados a fazer negócios juntos e atrair investimentos estrangeiros.

A Convenção sobre o Estatuto Jurídico do Mar Cáspio, assinada pelos cinco chefes de Estado em 2018, abriu um novo capítulo de cooperação nos domínios dos transportes, do comércio, da energia e da ecologia.

O Fórum Económico do Mar Cáspio marca o primeiro aniversário dessa assinatura, e é um centro para investidores estrangeiros.

À Euronews, Azatdurdy Berjanow, ministro das Finanças e da Economia do Turquemenistão contou que este fórum assinala o esforço que está a ser feito entre os cinco países da região.

"A principal mensagem do primeiro Fórum Económico do Mar Cáspio é que os cinco estados unem forças e exploram oportunidades de negócio oferecidas pelo Mar Cáspio. Queremos aproveitar os recursos naturais e estamos à procura de novos investimentos. A economia do nosso país está numa órbita positiva e trabalhamos sempre para melhorar a nossa infraestrutura", admite Azatdurdy Berjanow.

Juntamente com a exposição de tecnologia, foi realizada uma feira de automóveis e uma feira de produtos tradicionais.

Os Primeiros-Ministros do Usbequistão e da Bulgária estiverem presentes no Fórum e, como tantos outros convidados, tiveram a oportunidade de conhecer a raízes e a cultura do Turquemenistão.

Nuraly Bukeyhanov, vice-presidente da câmara do Comércio Internacional do Cazaquistão, disse à Euronews que o Mar Cáspio tem um grande potencial no comércio entre a Ásia e a Europa.

_«A região do Cáspio é a região chave para as exportações da China e do mercado do sudeste asiático para o mercado europeu, além das frotas marítimas. Considerando que existem algumas sanções entre a União Europeia e a Rússia, esta rota alternativa tem um grande potencial. Portanto, grande potencial significa grande volume de negócios, o que significa bons negócios.", _Nuraly Bukeyhanov.

Porto de Türkmenbaşy, o centro da troca comercial

Uma parte deste fórum aconteceu no porto da cidade de Türkmenbaşy, um porto marítimo internacional inaugurado em maio de 2018. Este porto levou a que o Turquemenistão melhorasse os laços económicos com os países do Cáspio e os países da Europa.

Até hoje, já passaram pelo porto de Türkmenbaşy mais de 40.000 passageiros e 6 milhões de contentores. O objetivo é criar novas rotas para que a rede comercial entre os dois continentes aumente, como contou à Euronews Enejan Tosunyyazowa, porta-voz do porto de Türkmenbaşy.

"O porto está localizado na rota da seda. Temos conexões com outros países que não têm rios ou mar e, no futuro, esperamos criar uma nova rota que ligará a China, o Quirguistão, o Turquemenistão, o Azerbeijão e a Geórgia e ajudará a que os contentores da China cheguem à Europa.", contou.

A parte oficial do fórum aconteceu no Centro de Convenções de Awaza. O Presidente do Turquemenistão e os Primeiros-ministros dos outros quatro países mantiveram conversações sobre o papel e o lugar das economias da região no sistema global.

A agenda também incluiu a possibilidade de implementar projetos e programas de investimento conjuntos, bem como a simplificação do regime de vistos.

Umberto de Pretto, Secretário-geral da União Internacional dos Transportes rodoviários, disse à Euronews que o Turquemenistão tem um grande potencial na área do turismo.

"Penso que um dos maiores potenciais pouco explorados é o turismo. Foi primeira vez que vim ao Mar Cáspio e é um lugar fantástico. A área é maravilhosa, é linda e pode ser desenvolvida, mas tem que ser de forma sustentável. Se pudermos coordenar as transações entre os portos, a logística, as rotas, e apenas fazer com que o comércio se mova, o potencial é enorme.", disse Umberto de Pretto.

O segundo Fórum Económico do Mar Cáspio terá lugar em Astracã, na Rússia, no próximo ano.