A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Isabel II aceita suspensão do parlamento britânico

Isabel II aceita suspensão do parlamento britânico
Direitos de autor
REUTERS/Tom Jacobs/File Photo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Rainha Isabell II aceitou o pedido de Boris Johnson, que solicitou a suspensão do parlamento britânico até meados de outubro. A oposição denuncia uma manobra profundamente "antidemocrática", destinada a impedir qualquer iniciativa parlamentar que tente travar a conclusão do Brexit sem acordo com a União Europeia.

"Precisamos de legislação nova. Há diplomas importantes a apresentar. Por isso é que teremos o discurso da Rainha apenas no dia 14 de outubro. Temos de avançar com um novo programa legislativo. Ambas as partes vão ter assim tempo para debater o Brexit e outros assuntos antes do encontro crucial do Conselho Europeu a 17 de outubro. Vai haver muito tempo", declara o primeiro-ministro.

Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu, e Boris Johnson, em Biarritz

Numa corrida contra o tempo antes da saída efetiva, a 31 de outubro, os líderes da oposição britânica veem-se assim perante uma suspensão que, na prática, bloqueia qualquer iniciativa em sentido contrário de Johnson e em tempo útil.

A divulgação destas informações provocou uma queda imediata da libra esterlina, na ordem do 1%, face ao euro e ao dólar.