A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Cessar-fogo entra em vigor na região de Idlib

Cessar-fogo entra em vigor na região de Idlib
Direitos de autor
رويترز
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Entrou em vigor na madrugada deste sábado (04h00 em Portugal) um "cessar-fogo unilateral" das forças governamentais sírias na região de Idlib.

O anúncio foi feito pelo exército russo em comunicado, no qual apelou aos líderes dos grupos rebeldes para "abandonarem as provocações e juntarem-se ao processo de resolução pacífica" nas zonas que controlam.

Após vários meses de intensos bombardeamentos pelas aviações russa e síria, as forças do presidente Bashar al-Assad iniciaram a 8 de agosto uma ofensiva terrestre na província de Idlib, dominada pelos jiadistas do Hayat Tahrir al-Sham (HTS, ex-ramo sírio da al-Qaeda), mas onde se encontram também vários grupos rebeldes.

Na quinta-feira, as forças pró-governamentais conquistaram novos setores na zona, depois de já terem tomado a importante cidade de Khan Cheikhoun, no sul de Idlib.

Quem já reagiu a esta situação foi o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, que confessou que "estaria a mentir se dissesse que a evolução do Idlib está no ponto desejado".

O líder turco lembrou ainda que "cerca de 600 mil pessoas morreram em Idlib e quase o dobro de pessoas estão a migrar para norte", na direção da Turquia e que o país "precisa de estar atento e pronto para tomar todas as medidas".

Nas últimas horas antes do cessar-fogo, centenas de manifestantes marcharam por Idlib rumo à fronteira turca, exigindo a Ancara a abertura da fronteira ou o fim dos ataques.

Ativistas da oposição revelaram que a guarda fronteiriça turca respondeu com gás lacrimogéneo.