Última hora

Espanha: Maioria absoluta ao alcance do PSOE e Unidas Podemos

Espanha: Maioria absoluta ao alcance do PSOE e Unidas Podemos
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Se houver novas eleições em Espanha, o Partido Socialista (PSOE) sobe consideravelmente na votação e pode ganhar mais de 20 deputados. Com o país em suspenso das conversações dos partidos com o rei e a possibilidade de ir a votos outra vez a 10 de novembro, o jornal El Mundo publica uma sondagem realizada em meados de agosto.

De acordo com o estudo, o Unidas Podemos manterá o eleitorado, embora possa vir a perder um ou dois deputados.

Os números apontam para um PSOE com 145 deputados e o Podemos com 40. À direita todos perdem menos o PP; com o Ciudadanos a ser o mais penalizado.

A verificarem-se estes dados, os socialistas poderiam alcançar a maioria absoluta com o Podemos, o que não acontece neste momento. Pedro Sanchez perdiria assim o argumento de não querer governar em coligação por não ter maioria absoluta, que levou os espanhóis a considerarem, como revela a songdagem do El Mundo, que "o presidente do governo em funções não se esforçou o suficiente para enontrar soluções governativas".

Com uma possível maioria absoluta do PSOE com o Podemos, a Esquerda Revolucionária da Catalunha (ERC) perde a influência que tem tido neste processo de impasse político, apesar de ver crescer o seu eleitorado na Catalunha.

A sondagem realizada pela Sigma Dos aponta para uma queda acentuada do Juntos pela Catalunha (JxCat), o novo partido de Carles Puigedmont, passando a Esquerda Revolucionária da Catalunha (ERC), de Oriol Junqueras, a ser a força hegemónica do independentismo catalão.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.