A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Mundo em protesto contra crise climática

Mundo em protesto contra crise climática
Direitos de autor
Jakub Wlodek/Agencja Gazeta
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

À semelhança do resto do mundo, também os europeus estão em protesto contra a crise climática.

De Londres a Berlim, de Paris a Lisboa, milhares de pessoas tomaram as ruas das cidades europeias, para que os políticos tomem decisões mais amigas do ambiente.

As manifestações, lideradas por estudantes e abertas a todos, são em várias línguas, mas a mensagem é só uma e dirige-se a Nova Iorque, onde, por estes dias, líderes de todo o mundo estão reunidos na cimeira do clima das Nações Unidas.

"As autoridades não querem saber dos agricultores, dos mineiros e das famílias com crianças. Sabemos de fontes científicas que vão ser os mais afetados pela crise climática", lamenta uma manifestante polaca.

No ano passado, as emissões de carbono atingiram um valor recorde. Os cientistas alertam para os efeitos: secas e ondas de calor, redução de glaciares, aumento do nível do mar e inundações. Uma crise ainda sem resposta, que os jovens apelam aos políticos para encontrar.