A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Príncipe Harry segue os passos da mãe em Angola

Príncipe Harry segue os passos da mãe em Angola
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Em janeiro de 1997, Diana de Gales estava de visita a Angola e numa campanha para a chamar a atenção internacional para os campos de minas no país. Andou por terrenos minados e o momento ficou imortalizado numa fotografia que correu mundo.

Em agosto do mesmo ano a Princesa morria, num acidente de viação em Paris. Vinte e dois anos depois, no quinto dia da viagem oficial pelo continente africano, o Príncipe Harry segue os passos da mãe pelos terrenos minados e pelos terrenos da memória e recria a fotografia de Diana num campo de minas.

Harry foi até Huambo para conhecer o local onde a mãe pegou na dor das crianças mutiladas ao colo, na icónica árvore onde a Princesa se sentou. Também marcou presença no centro ortopédico do Huambo - que herdou o nome da princesa.

Aproximadamente 60 mil angolanos sofreram mutilações nos rebentamentos de minas de guerra, mas com as operações de desminagem de organizações como a Halo Trust, a segunda cidade de Angola está cada vez mais segura.

O príncipe detonou remotamente uma mina e falou sobre a importância das operações de limpeza das minas terrestres e de dar continuidade ao trabalho da mãe.

View this post on Instagram

“If an international ban on mines can be secured it means, looking far ahead, that the world may be a safer place for this generation's grandchildren.” – Princess Diana, 1997 Today in Angola The Duke of Sussex will retrace his mother’s steps to see the legacy of her work and how her connection with this community helped make the elimination of landmines a reality. In 1997 Diana Princess of Wales visited Huambo to bring global attention to the crisis of landmines and the people whose lives were being destroyed. Two decades later, the area has transformed from desolate and uninhabitable to lively and vibrant, with colleges, schools and small businesses. The Duke is humbled to be visiting a place and a community that was so special to his mother, and to recognise her tireless mission as an advocate for all those she felt needed her voice the most, even if the issue was not universally popular. Princess Diana’s visit helped change the course of history, and directly led to the Convention against Anti-Personal Landmines, also known as the Ottawa Treaty. Today, with the support of @thehalotrust, Angola now has a stated aim under the Treaty to be clear of known mines by 2025. Despite great progress, 60 million people worldwide still live in fear of landmines every day. During his visit today, The Duke will walk along the street which was once the minefield where his mother was famously pictured. #RoyalTourAfrica #RoyalVisitAngola Photo©️PA

A post shared by The Duke and Duchess of Sussex (@sussexroyal) on