A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

"A Barata" é a fábula de Ian McEwan sobre o Brexit

"A Barata" é a fábula de Ian McEwan sobre o Brexit
Direitos de autor
Euronews
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

"Qualquer semelhança com baratas verdadeiras, vivas ou mortas, é mera coincidência". Há ironia no aviso de Ian McEwan que antecede o romance. O novo livro do autor britânico chama-se "The Cockroach" - "A Barata", em português - e é lançado a poucos dias do Brexit.

"É uma sátira política", explica o escritor, que avisa o primeiro-ministro é retratado pelo insecto que dá nome ao livro. "A minha barata defende o Brexit. Escrevi do ponto de vista, de uma consciência, de que tudo está decidido; o povo decidiu. É, na verdade, onde estamos. És capaz de fazer algo absolutamente absurdo apenas porque as pessoas votaram para isso," afirma.

Para Ian McEwan, Boris Johnson é "um primeiro-ministro com uma educação de luxo, muito cara, que vê o caminho pessoal como se fosse uma barata. É muito forte a ignorar o parlamento, ou a tentar ignorar o parlamento, a passar por cima da lei e a falar para os seus apoiantes, tal como faz Trump"

A edição inglesa de "A Barata", de Ian McEwan, já está nos escaparates. Foi lançada a cerca de um mês da data prevista para o Brexit (31 de outubro).