A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

EUA reforçam presença militar na Grécia e avisam Turquia

EUA reforçam presença militar na Grécia e avisam Turquia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Nenhum país pode manter a Europa refém no que diz respeito à exploração energética do Mediterrâneo. As palavras são de Mike Pompeo durante uma visita à Grécia e dizem respeito às operações de perfuração que a Turquia tem vindo a realizar ao largo de Chipre.

O Secretário de Estado norte-americano não hesitou em mandar um recado a Ancara: "Já avisámos os turcos que as perfurações ilegais eram inaceitáveis. Iremos continuar a tomar medidas diplomáticas para nos asseguramos que a lei é respeitada."

A plataforma de exploração turca já deu origem a sanções da União Europeia. A Turquia garante estar a defender os direitos dos cipriotas turcos mas a justificação não convence os gregos.

De acordo com a jornalista da euronews, Nikoleta Drougka, "Mike Pompeo e Nikos Dendias assinaram uma atualização do pacto de cooperação para defesa mútua entre Grécia e Estados Unidos, que permite um reforço da presença militar norte-americana no centro e norte da Grécia e prova o crescente interesse de Washington nos Balcãs e Mediterrâneo. Para Atenas, o pacto significa um reforço militar para o país, mas também uma mensagem para quem atua à margem da lei internacional."

Apesar dos elogios mútuos, a presença de Mike Pompeo na Grécia não foi pacífica. Os críticos fizeram questão de manifestar o descontentamento em frente à embaixada norte-americana, num protesto que deu origem a algumas escaramuças com a polícia.