A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Fim de semana decisivo para o Brexit

Fim de semana decisivo para o Brexit
Direitos de autor
Francisco Seco/Pool via REUTERS
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Este pode ser um fim de semana decisivo para o Brexit. A menos de três semanas da data de saída do Reino Unido da União Europeia, uma luz no final do túnel de incerteza.

Bruxelas e Londres acordaram voltar à mesa de negociações; mais, acordaram intensificar os esforços nos próximos dias para alcançar um acordo.

"Tivemos uma reunião construtiva com Stephen Barclay [secretário britânico para o Brexit] e a equipa britânica. Vou informar os 27 embaixadores e o grupo de acompanhamento do Brexit no Parlamento. Como disse, o Brexit é como subir a uma montanha: precisamos de vigilância, determinação e paciência," afirmou Michel Barnier, negociador-chefe da UE paar o Brexit.

O novo fôlego negocial aconteceu na sequência de uma reunião esta quinta-feira entre os primeiros ministros do Reino Unido e da Irlanda.

Boris Johnson já veio dizer que acredita ter encontrado uma saída a contento de todos. A União Europeia está disposta a ouvir. Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu, diz que "não há garantia de sucesso e o tempo está praticamente no fim. Mas mesmo a menor possibilidade deve ser aproveitada. A saída sem acordo nunca será uma escolha da União Europeia."

A questão da fronteira entre as duas Irlandas continua a ser a que tem oferecido maior resistência a um acordo para o Brexit. Manter a Irlanda do Norte numa União Aduaneira pode agora ser uma solução.