Última hora

Realizador Ken Loach critica o Brexit

Realizador Ken Loach critica o Brexit
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As exigências do mundo moderno a uma família de classe média inglesa é a premissa do mais recente filme de Ken Loach. Em "Sorry we missed you", o realizador britânico, detentor de duas Palmas de Ouro, explora os excessos e as dificuldades do mundo atual, através da luta diária de Ricky, Abby e os dois filhos.

Depois da antestreia do filme em Cannes, Ken Loach esteve em Lyon, no Festival Lumière, para falar sobre cinema social, numa palestra onde a política foi uma constante no universo da sétima arte.

"O cinema comercial é sobre outra coisa, mas há uma boa tradição de cinema que é a de refletir sobre a vida que conhecemos. Temos de ser otimistas, as pessoas têm bons instintos, querem viver bem, com dignidade, não querem viver em desigualdade, As pessoas são sempre inspiradoras", afirmou o realizador à Euronews.

Aos 83 anos, o realizador está atento à atualidade política. Ken Loach mostrou-se crítico do Brexit e preocupado com o futuro do Reino Unido. "Nós sabemos que se Boris Johnson fizer o acordo, não será no interesse das pessoas comuns, mas sim das grandes empresas, portanto, não vai trazer o que as pessoas precisam, que é estabilidade de trabalho, salários decentes, bons serviços públicos, não vai ser nada disso, vai ser um acordo de apoio às grandes empresas".

"Sorry we missed you" tem estreia prevista para este outono em salas de cinema um pouco por toda a Europa.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.