Última hora

Jean-Claude Juncker e as críticas ao "Brexit"

Jean-Claude Juncker e as críticas ao "Brexit"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Para Jean-Claude Juncker, a última sessão plenária em Estrasburgo em que participou como líder do executivo comunitário foi de balanços. E de críticas ao "Brexit."

"Na verdade, foi doloroso ter dedicado demasiado tempo deste mandato a lidar com o 'Brexit' quando pensei em nada mais do que a forma como esta União poderia fazer melhor pelos cidadãos. Foi um desperdício de tempo e de energia. (...) Não é possível nem concebível que este Parlamento ratificasse o acordo antes de Westminster o fazer. Primeiro será Londres, depois Bruxelas e Estrasburgo", lamentou, o ainda presidente da Comissão Europeia.

Já o Presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, referiu que os próximos passos dependerão do Parlamento britânico e deixou um alerta: "Devemos estar prontos para qualquer cenário. Mas uma coisa tem de estar clara, como referi ao primeiro-ministro Boris Johnson no sábado, um 'Brexit' sem acordo nunca será uma decisão nossa."

Donald Tusk sublinhou que as últimas propostas tiveram a "luz verde" do Conselho Europeu porque mantêm a integridade do mercado único e tinham o apoio da Irlanda, evitando a desordem potencial de um "Brexit" sem acordo.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.