Última hora

Manifestações recomeçam no Iraque

Manifestações recomeçam no Iraque
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Depois de uma pausa de três semanas, as manifestações contra o governo voltaram ao Iraque.

Esta sexta-feira, o primeiro-ministro Adel Abdul-Mahdi garantiu que vai fazer uma restruturação governamental e prometeu novas reformas. Mas durante o dia, seis manifestantes morreram nos confrontos no sul do país e dois em Bagdad, atingidos mortalmente por gás lacrimogéneo e granadas de som.

O Ayatollah Ali Sistani, a mais alta autoridade religiosa xiita do país, pede "contenção" para evitar o "caos”.

Os manifestantes querem o fim do governo e da corrupção e melhores condições de vida, principalmente emprego, eletricidade e água potável.

Desde o início do mês já morreram mais de 150 pessoas nos protestos.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.