Última hora

Manchas de petróleo nas praias do Brasil diminuem

 Manchas de petróleo nas praias do Brasil diminuem
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O volume de manchas de petróleo nas praias no nordeste do Brasil diminuiu.

De acordo com os "media" locais, a Marinha brasileira assegurou que durante o sábado foram apenas detetadas manchas pequenas em algumas praias, tendo sido rapidamente recolhidas.

Desde o início de setembro, e segundo o centro de Operações Navais da Marinha, foram retiradas mais de mil toneladas de petróleo cru dos mares do nordeste brasileiro.

O Governo federal informou que mais de 200 localidades foram atingidas e que vai avaliar a qualidade das águas na região nordestina.

O Ministério do Turismo assegurou que as praias atingidas, no estado de Pernambuco, foram limpas e podem ser utilizadas em segurança.

"Menos de 10% das praias de Pernambuco foram impactadas pelo petróleo. Essas praias já estão limpas e já têm condições totais para receber os turistas e os banhistas", referiu o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro António.

O Governo de Jair Bolsonaro foi acusado de ter demorado demasiado tempo a lidar com esta que já foi apelidada de "a maior catástrofe ambiental" nas costas brasileiras. Devido à falta de meios para a limpeza das praias, a população acorreu aos locais afetados para retirar o petróleo das águas e das praias.

Dezenas foram parar ao hospital, como conta uma brasileira:

"Estou na ativa desde domingo. No início, eu não tinha o EPI (equipamento de segurança) e estive em contacto direto com o petróleo. Sofri com muita dor de cabeça, náusea e cólicas."

A origem do petróleo levanta ainda algumas questões e surgiram várias teorias para explicá-la. A petrolífera estatal brasileira Petrobras garantiu, que as análises feitas ao combustível revelam que se trata de uma mistura extraída de três campos na Venezuela.

O Brasil é um dos países produtores de petróleo que não destina parte dos royalties para a prevenção e resolução de incidentes como este.

A Organização das Nações Unidas já fez saber que vai enviar para o Brasil o relator para as substâncias e resíduos perigosos. Baskut Tuncak vai avaliar o impacto do derramamento do petróleo nas praias do Nordeste do país e as medidas tomadas pelo Governo federal brasileiro para combater esta catástrofe.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.