Parlamento britânico volta a chumbar eleições antecipadas

Parlamento britânico volta a chumbar eleições antecipadas
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A discussão sobre o tema continua nos próximos dias

PUBLICIDADE

Mais uma derrota para o primeiro-ministro britânico. ´

Boris Johnson viu rejeitada a terceira proposta de eleições antecipadas. Precisava do voto de dois terços do parlamento, 434 votos, e conseguiu o apoio de apenas 299 deputados.

Johnson voltou a dizer que o parlamento está a manter o país num impasse.

“Agora que uma saída sem acordo está fora da mesa, temos um fantástico novo acordo. E está na hora de os eleitores terem a oportunidade de se pronunciarem sobre esse acordo. E de substituir este Parlamento disfuncional por um novo Parlamento que possa avançar com o Brexit para que o país possa seguir em frente".

Para Jeremy Corbyn, o líder dos trabalhistas, continua a existir o risco de um Brexit sem acordo mesmo com o adiamento da data limite até 31 de janeiro.

"Este é um primeiro-ministro que não é de confiança. Ele disse que nunca pediria um adiamento e que preferia 'morrer numa vala'. Outra promessa quebrada. Este primeiro-ministro abandonou todas as promessas".

A discussão sobre eleições antecipadas continua nos próximos dias. 

Boris Johnson vai avançar com a mesma proposta mas através de um projeto de lei que só precisa de ser aprovado com uma maioria simples.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Notas com cara de Carlos III entram em circulação em junho

As Falklands pertencem ao Reino Unido? Nova sondagem revela que nem toda a gente na Europa está de acordo

Julian Assange inicia última batalha legal no Reino Unido para evitar a extradição para os EUA