Última hora

Seca no Tejo põe em causa Convenção de Albufeira

PAULO NOVAIS/LUSA
PAULO NOVAIS/LUSA -
Direitos de autor
© 2019 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A. - PAULO NOVAIS
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Falta água no Tejo e nos afluentes. A situação é preocupante e deu o mote para um debate organizado pela Associação Portuguesa dos Recursos Hídricos. Vários especialistas presentes defenderam que Espanha está a cumprir a Convenção de Albufeira, assinada em 2008, pelo que é importante rever alguns pormenores no acordo que gere os recursos hídricos ibéricos.

Para Susana Neto, presidente da associação que organizou o debate, o que está em cima da mesa é a regulação dos caudais com uma regularidade mais apertada, para evitar longos períodos de seca seguidos por uma enorme descarga, efetuada apenas para cumprir as cotas estabelecidas.

O ambientalista João Joanaz de Melo também refere a importância de definir uma maior regularidade nas descargas efetuadas pelas barragens espanholas e sublinha que não nos podemos esquecer da qualidade da água que nos chega.

Os caudais baixos intensificam o problema da pouca qualidade da água e importa legislar de forma mais rigorosa as descargas industriais e agrícolas. No entanto o problema não pode ser resolvido só com boa vontade dos dois lados da fronteira. A situação de seca não é exclusiva do território português e faz falta chuva. Muita chuva.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.