Última hora

Petroleiro grego responsável por manchas de petróleo nas praias do nordeste

Petroleiro grego responsável por manchas de petróleo nas praias do nordeste
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As manchas começaram a aparecer nas praias em setembro. E durante estes últimos dois meses mataram tartarugas marinhas, pássaros, golfinhos e crustáceos.Um impacto ainda difícil de contabilizar.

As autoridades brasileiras colocaram todas as hipóteses e a partir de imagens de satélite, conseguiram detetar uma mancha inicial de petróleo a aproximadamente 700 quilómetros da costa no dia 29 de julho.

Desta forma foi possível identificar um único petroleiro que navegou pela área suspeita na data provável do derrame: uma embarcação de bandeira grega, que partiu da Venezuela 18 de julho e seguiu rumo a Singapura, pelo oceano Atlântico, tendo aportado apenas na África do Sul.

Entrento, a Polícia Federal do Brasil avançou com buscas em escritórios no Rio de Janeiro, por alegadas ligações ao um navio grego. Além disso, foram solicitadas buscas noutros países através de mecanismos de cooperação internacional para obter dados adicionais sobre a embarcação, tripulação e a empresa responsável.

Recorde-se que a mancha atingiu 286 praias em 98 cidades dos nove estados da região nordeste do Brasil.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.