Última hora

Pedro Sánchez cede e convida Iglesias para vice-presidente do governo espanhol

Pedro Sánchez cede e convida Iglesias para vice-presidente do governo espanhol
Direitos de autor
REUTERS/Sergio Perez
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Pablo Iglesias, líder da coligação de esquerda Unidas Podemos, vai entrar para o executivo espanhol pela porta grande, ao assumir o cargo de vice-presidente do governo.

O primeiro-ministro e líder do Partido Socialista (PSOE) Pedro Sánchez faz mais concessões do que aquelas que recusou antes fazer ao agora parceiro de coligação, na sequência das eleições do passado domingo, em que ambas as formações perderam votos e lugares no parlamento. A palavra mais ouvida na apresentação dos dois líderes, na assinatura do acordo, foi "progressista".

"Este novo governo vai ser rotundamente progressista, porque será constituído por forças progressistas, o PSOE e o Unidas Podemos, mas sobretudo porque vai trabalhar pelo progresso de Espanha e dos espanhóis. No espírito do novo governo, só não vão caber o ódio e a confrontação entre espanhóis", disse Sánchez.

Pabro Iglesias acrescentou: "Um governo de coligação progressista, que combine a experiência do PSOE com a coragem do Unidas Podemos. Um governo que trabalhe pelo diálogo para enfrentar a crise territorial e pela justiça social como melhor vacina face à extrema-direita".

Embora ganhas pelo PSOE, as eleições, forçadas devido ao falhanço das negociações para formar governo, tiveram como resultado uma subida da direita, tanto tradicional (PP), como a mais radical, representada pelo VOX, que viu o número de mandatos mais que duplicar.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.