Última hora

Veneza está inundada

Veneza está inundada
Direitos de autor
Reuters
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente da Câmara de Veneza culpou as alterações climáticas pela “situação dramática” da cidade e pediu a conclusão do projeto de construção de barreiras exteriores para limitar as inundações.

O nível da água atingiu esta terça-feira o valor mais alto dos últimos 50 anos: 1,87m, o que significa que mais de 85% da cidade ficou inundada.

Duas pessoas morreram na ilha Pellestrina. Uma das vítimas é um idoso que terá morrido eletrocutado quando a água entrou em casa e provocou um curto-circuito.

A Basílica de São Marcos está inundada e aumenta a preocupação sobre os danos nos mosaicos e nas obras de arte da mais conhecida igreja de Veneza.

As autoridades falam numa "tragédia”. Dizem que vai ser preciso começar do zero e exigem medidas para controlar as inundações

Para além de Veneza, a chuva forte que tem caído desde terça-feira, afeta particularmente as regiões da Sicília e Calábria.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.