Última hora

Checos celebram 30 anos da Revolução de Veludo

Checos celebram 30 anos da Revolução de Veludo
Direitos de autor
REUTERS/David W Cerny
Tamanho do texto Aa Aa

A República Checa celebra 30 anos da Revolução de Veludo, depois dos protestos contra o primeiro-ministro Andrej Babis, acusado de corrupção.

Este domingo, o clima foi festivo em Praga, onde milhares de checos assinalaram as três décadas da revolução de 1989, que marcou o fim do comunismo na então Checoslováquia e constituiu um dos grandes eventos do fim da Guerra Fria.

Uma comemoração assinalada também com exposições e visitas de cidadãos comuns e líderes políticos à tumba do ex-presidente Vaclav Havel, figura de proa da revolução.

O dia ficou ainda marcado por uma cerimónia oficial organizada no Museu Nacional, conduzida pelo primeiro-ministro checo, à qual assistiram os homólogos húngaro, polaco e eslovaco, bem como o presidente do parlamento alemão Wolfgang Schaeuble.

Andrej Babis aproveitou o aniversário para lamentar o seu passado como militante do Partido Comunista, sublinhando que não foi "tão corajoso e comprometido como Vaclav Havel".

Na véspera, 250.000 pessoas juntaram-se no centro de Praga para apelar à demissão de Babis. O chefe do governo milionário enfrenta várias acusações de corrupção e é alvo de um inquérito da Comissão Europeia devido a um possível conflito de interesses ligado à sua "holding" Agrofert, que regrupa atividades na agricultura, nos media e no indústria química.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.