Última hora

PM israelita acusado de corrupção

PM israelita acusado de corrupção
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, foi acusado de corrupção.

As acusações são avançadas pelo procurador-geral do país.

O primeiro-ministro enfrenta acusações de suborno, fraude e quebra de confiança.

Netanyahu negou as acusações e contra-atacou dizendo estar a ser vítima de uma "caça às bruxas", apontando o dedo à oposição de esquerda e à comunicação social.

O caso ocorre numa altura em que reina o impasse político após duas eleições gerais que não produziram uma maioria no parlamento.

O presidente Reuven Rivlin deu vinte e um dias aos deputados para chegarem a acordo relativamente a um candidato para primeiro-ministro sob pena de se realizarem novas eleições.

"Nos próximos 21 dias, não há bloco ou partido. Cada um de vocês terá que se sentar com as suas próprias consciências e responder a uma questão e uma questão apenas: qual é o meu dever para com o estado de Israel e os seus cidadãos?" admoestou o presidente israelita, Reuven Rivlin.

Na quarta-feira, o rival de Netanyahu, Benny Gantz, anunciou não ter conseguido formar uma coligação com maioria parlamentar.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.