Última hora

Imigração e enfermeiros: Boris apresenta manifesto dos Conservadores

Imigração e enfermeiros: Boris apresenta manifesto dos Conservadores
Direitos de autor
عکس از رویترز
Tamanho do texto Aa Aa

Brexit rápido, mais enfermeiros, mais polícias, controlo da imigração - Boris Johnson apresentou as prioridades dos Conservadores.

É, como o próprio diz, "uma prenda de Natal antecipada". A menos de três semanas das eleições legislativas no Reino Unido, Boris Johnson apresentou o manifesto dos Conservadores. Sem grande surpresa, a conclusão do Brexit até final de janeiro vem à cabeça. Mas isso foi apenas uma pequena parte de toda uma série de promessas.

"Neste manifesto, comprometemo-nos a criar mais 50 mil lugares para enfermeiros e gerar meios para mais 50 milhões de cirurgias. Garantimos ao povo britânico mais 20 mil agentes de polícia nas ruas para combater o crime. As sentenças serão mais duras. Vamos implementar um sistema de imigração semelhante ao australiano, à base de pontos. Todas as semanas, vamos investir milhões na Ciência, nas escolas, nos estágios, nas infraestruturas e no controlo da nossa dívida. E vamos alcançar o objetivo de zero emissões até 2050, com energias não poluentes", declarou o primeiro-ministro britânico.

Do lado dos Trabalhistas, Jeremy Corbyn avançou recentemente com o que denominou de "manifesto da esperança", com um vasto programa de nacionalizações e uma semana de trabalho de quatro dias.

Já nas propostas dos Liberais Democratas de Jo Swinson, encontramos mais rigor orçamental e a promessa de mais investimentos no setor público.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.