Cinco mortos em naufrágio ao largo de Lampedusa

Cinco mortos em naufrágio ao largo de Lampedusa
Direitos de autor REUTERS/Mauro Buccarello
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As condições no Mediterrâneo tem estado particularmente adversas nos últimos dias. ONG Open Arms multiplica apelos a porto seguro

PUBLICIDADE

Os corpos sem vida de cinco mulheres, foram recuperados ao largo e junto à costa da ilha italiana de Lampedusa, na sequência do naufrágio de uma embarcação com mais de 150 pessoas a bordo.

A maioria dos migrantes pode ser socorrida, mas as operações de resgate foram complicadas pelas condições marítimas particularmente adversas.

A ONG espanhola Open Arms indicou, no Twitter, que os resgatados confirmaram "o desaparecimento de 20 pessoas".

A organização não governamental, que resgatou com o seu navio 73 migrantes há três dias, lançou um apelo aos governos europeus para autorizarem "imediatamente" o desembarque num porto seguro, afirmando que a situação a bordo tornou-se "crítica". A Itália ofereceu já um porto seguro, informou a ONG no Twitter.

O chefe da missão do Open Arms, Riccardo Gatti, explicou que enfrentam "uma tempestade com ondas de até três metros" e que apelaram "à Itália, por ser o porto seguro mais próximo, e a Malta mas ainda não houve qualquer resposta", algo que aconteceu entretanto

Segundo a Organização Internacional para as Migrações, este ano perto de 92.000 migrantes e refugiados chegaram à Europa através do Mediterrâneo, enquanto mais de mil morreram durante a travessia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Lampedusa recebe mais 250 migrantes

Morreu o estilista Roberto Cavalli aos 83 anos

Greve em Itália após explosão mortal em central hidroelétrica