EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Cardeal Barbarin regressa a tribunal

Cardeal Barbarin regressa a tribunal
Direitos de autor 
De  Teresa Bizarro
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Julgamento do recurso da condenação de primeira instância por ocultação de crime de abusos sexuais a menores

PUBLICIDADE

"Não sei bem qual a minha culpa, nem porque motivo fui condenado" - Foi esta a justificação para o recurso judicial de Philippe Barbarin, quando questionado pelo juiz esta quinta-feira.  O Cardeal francês foi condenado em primeira instância em março por não denunciar os comportamentos pedófilos de um padre da diocese de Lyon, a que preside. O recurso que interpôs começou a ser julgado esta quinta-feira em França.

O padre Bernard Preynat reconheceu publicamente, em janeiro de 2016, o abuso sexual de menores - escuteiros que tutelava nos anos 80 e 90. O Cardeal Barbarin é acusadao de saber das queixas; de por duas vezes ter faladodo assunto com o padre, mas de nunca ter denunciado o caso.

"Tudo isto coloca em questão a consistência do sistema e da mentalidade católica. Claramente mostra a quantidade de reformas que a Igreja precisa, para se readaptar e acompanhar a sociedade," diz François Devaux, uma das alegadas vítimas do Padre Preynat que aponta o dedo a Barbarin por silenciar o crime.

O Cardeal e Arcebispo de Lyon deixou a gestão diária da diocese, mas mantém-se em funções. Em março, após a condenação pelo tribunal de primeira instância, o Papa recusou a renúncia, invocando "a presunção da inocência".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Papa Francisco rejeita demissão de Barbarin

Polícia francesa mata homem que tentava incendiar sinagoga em Rouen

Pelo menos dois guardas prisionais mortos em ataque a carrinha celular em França