Última hora

Alarme nas Florestas da Alemanha

Alarme nas Florestas da Alemanha
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Thomas Weber é responsável por uma floresta de Brandenburg, no sul de Berlim, há mais de 27 anos.

No ano passado, de repente, os pinheiros começaram a morrer.

Uma situação alarmante depois de dois anos consecutivos de seca e calor, impulsionados pela mudança climática. E enquanto as árvores lutavam para sobreviver, foram atacadas pelos besouros de casca, que se desenvolvem rapidamente no clima quente.

"Quando temos uma praga de besouro, limpamos as árvores e a casca. Mas agora, com os verões secos e as alterações climáticas, não é possível controlar a situação".

Segundo o Ministério da Agricultura alemão, cerca de 110 mil hectares de floresta morreram ou estão quase mortos. Uma área equivalente a 150 mil campos de futebol.

"O pior é que vemos a floresta a sofrer e a morrer e não podemos fazer nada".

O governo alemão desenvolveu um plano que envolve 800 milhões de euros para salvar a floresta. Elementos do exército vão limpar as árvores mortas e plantar novas árvores, com raízes mais profundas, que possam sobreviver melhor às secas.

Mas é preciso esperar.

"Parece que vamos precisar de décadas ou séculos até que a floresta volte a ficar de pé. A natureza tem tempo. Mas não sei se nós, humanos, temos tempo".

Os especialistas dizem que mais um verão quente e seco pode ser devastador.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.