Última hora
This content is not available in your region

Vulcão da Nova Zelândia faz cinco mortos e oito desaparecidos

euronews_icons_loading
Vulcão da Nova Zelândia faz cinco mortos e oito desaparecidos
Direitos de autor  Michael Schade via AP
Tamanho do texto Aa Aa

Oito pessoas continuam desaparecidas na sequência da erupção do vulcão da Ilha Branca, na Nova Zelândia, esta segunda-feira. Com as operações de busca em curso, questões sobre segurança começam a ser levantadas. As autoridades poderão investigar em que condições estavam a ser feitas as visitas turísticas por altura do incidente.

Entre as 47 pessoas que se encontravam na ilha, cinco tiveram já a morte confirmada.

As equipas de salvamento conseguiram resgatar 34 sobreviventes, que seguiram para diversas unidades hospitalares do país.

Em conferência de imprensa, a primeira-ministra da Nova Zelândia prestou as condolências a familiares e amigos. Jacinda Ardern revelou ainda que entre os desaparecidos e feridos há pessoas do próprio país, que faziam a visita turística, mas também da Austrália, dos Estados Unidos, do Reino Unido, da China e da Malásia.

No hospital, permanecem 31 pessoas permanecema ser tratadas por queimaduras, 27 das quais com quase um terço do corpo queimado. Os pacientes têm idades compreendidas entre os 13 e os 72 anos.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.