Última hora
This content is not available in your region

Rússia, Ucrânia e UE chegam a acordo no gás

Rússia, Ucrânia e UE chegam a acordo no gás
Direitos de autor
AP
Tamanho do texto Aa Aa

A Rússia, a Ucrânia e a União Europeia chegaram a um acordo de princípio relativamente à passagem de gás da Rússia para a Europa. O acordo de princípio surge a poucos dias do final do ano, limite do prazo.

"Após negociações intensivas, estou satisfeito por termos chegado a um acordo de princípio sobre todos os elementos principais, são notícias boas e muito positivas. para a Europa, a Rússia e a Ucrânia, para os mercados de gás e para os cidadãos dos nossos países", afirmou Maros Sefcovic, vice-presidente da Comissão Europeia responsável pela energia.

O presidente russo, Vladimir Putin, afirma-se empenhado num desfecho positivo.

"Vamos esforçar-nos por satisfazer a Ucrânia com este acordo. Não há razão para exagerar a situação no setor da energia. Vamos manter o trânsito através da Ucrânia, a questão é o volume de gás e as datas do contrato", disse o presidente russo, Vladimir Putin.

De recordar que 18% do consumo anual de gás na União Europeia é proveniente da Rússia.

No próximo ano está prevista a abertura de um novo gasoduto (Nord Stream 2) entre a Rússia e a Alemanha.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.