Última hora
This content is not available in your region

Croatas votam em presidenciais que poderão enfraquecer conservadores

Croatas votam em presidenciais que poderão enfraquecer conservadores
Direitos de autor
Copyright 2019 The Associated Press. All rights reserved - Darko Bandic
Tamanho do texto Aa Aa

Os croatas votam hoje em eleições presidenciais que poderão enfraquecer o poder conservador, a poucos dias do país assumir a presidência rotativa da União Europeia.

A batalha anuncia-se difícil nas urnas e o escrutínio não deverá ficar definido já este domingo, obrigando certamente à realização de uma segunda volta, a 5 de janeiro.

Primeira mulher na presidência da Croácia, a conservadora Kolinda Grabar Kitarovic, de 51 anos, espera conquistar um novo mandato. A presidente cessante conta com o apoio da formação HDZ, de centro-direita, que domina a vida política croata desde a independência em 1991.

Mas Kitarovic é ameaçada à esquerda pelo ex-primeiro-ministro social-democrata Zoran Milanovic. Nas últimas sondagens, ambos eram creditados com 24% das intenções de voto.

A presidente cessante deverá também perder votos nesta primeira volta para o cantor Miroslav Skoro que, apesar de se apresentar como independente, não parou de atrair durante a campanha a ala nacionalista dos conservadores, nomeadamente com um discurso anti-imigração.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.