Batalha por Trípoli faz milhares de refugiados

Batalha por Trípoli faz milhares de refugiados
Direitos de autor Ricard Garcia Vilanova
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A batalha pelo controlo da capital líbia prolonga-se desde abril. Segundo a ONU, desde então, pelo menos 284 civis foram mortos e mais de 360 ficaram feridos. A luta por Trípoli matou, já, mais de dois mil combatentes de ambas as fações e fez com que cerca de 150 mil pessoas fossem obrigadas a fugir

PUBLICIDADE

Quatro pessoas morreram em Trípoli, após a explosão um míssil.

De acordo com a Agência France Press, o ataque ocorreu num mercado de vegetais em Tajoura, nos subúrbios da capital da Líbia.

O Governo de Unidade Nacional, reconhecido pela Organização das Nações Unidas, acusou as forças rivais do marechal Khalifa Haftar, o homem forte que controla o leste do país.

A batalha pelo controlo da capital líbia prolonga-se desde abril. Segundo dados da ONU, desde então, pelo menos 284 civis foram mortos e mais de 360 ficaram feridos.

A luta por Trípoli matou, já, mais de dois mil combatentes de ambas as fações e fez com que cerca de 150 mil pessoas fossem obrigadas a abandonar as suas casas e a fugir.

Parte dos arredores de Trípoli encontra-se, hoje, praticamente deserta.

"É uma região inteira vazia de pessoas, emigraram todos. Não há casa, não há forno, não há talho, e não há transporte. Um dia, um míssil caiu perto de nós. Foi assustador. O meu filho que estava doente estava a chorar", conta uma mulher líbia, que foi obrigada a abandonar a sua casa.

A Líbia mergulhou num caos político e securitário desde a queda do regime de Muammar Kadhafi, em 2011.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Confrontos em Trípoli causaram 32 mortos

Bashar al-Assad de visita a Xi Jinping

Ataque russo em zona controlada pelos rebeldes sírios mata dois civis