Última hora
This content is not available in your region

Minorias cristãs no mundo celebram Natal com mensagem de esperança

euronews_icons_loading
Minorias cristãs no mundo celebram Natal com mensagem de esperança
Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Os cristãos foram uma das minorias perseguidas por várias forças radicais na Síria, mas a vida no país parece começar, gradualmente, a regressar à normalidade.

Por essa razão, o Dia de Natal foi de festa para esta e para outras comunidades em cidades como Qamishli, no nordeste do país.

A população da minoria cristã tem esperança de que as coisas melhorem no novo ano que se aproxima.

Na China, centenas de católicos estiveram presentes na missa de Natal da histórica Igreja do Salvador, em Pequim.

A missa de terça-feira foi a primeira desde que entrou em vigor um acordo provisório estabelecido entre a China e o Vaticano sobre a nomeação de bispos chineses.

O país conta com 12 milhões de católicos. Grupos de direitos humanos alegam que o governo chinês tem milhões de "presos de consciência" por causa das crenças religiosas.

A data também foi assinalada em Abuja, capital da Nigéria, país onde os cristãos são perseguidos.

De acordo com um relatório de uma organização humanitária, desde janeiro de 2019 morreram mais de mil cristãos no país. Seis mil nos últimos quatro anos. O documento aponta o dedo à batalha sectária entre agricultores muçulmanos e cristãos e o grupo terrorista Boko Haram.