Última hora
This content is not available in your region

Presidente iraquiano põe lugar à disposição do parlamento

euronews_icons_loading
Presidente iraquiano põe lugar à disposição do parlamento
Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

O Presidente do Iraque pôs o lugar à disposição. Barham Salem recusou nomear como primeiro-ministroAsaad al Aidani, atual governador da Bassorá e o candidato apresentado pela a coligação de partidos pró-iranianos e anti-seculares.

Numa carta enviada ao parlamento, o chefe de Estado justifica a decisão com a necessidade de "acabar com o derramamento de sangue e proteger a paz". Salem foi eleito há um ano e agora deixa nas mãos dos deputados a continuidade no cargo.

Desde o príncipio de outubro, sucedem-se as manifestações contra a corrupção, a degradação da economia e o aumento do desemprego. Protestos violentos que apresentam uma fatura de 500 mortos em menos de três meses. Para os manifestantes, o próximo primeiro-ministro não deve vir das fileiras partidárias.

A decisão de não aceitar um candidato anti-secular põe o Presidente ao lado dos manifestantes mas ameaça aprofundar a crise no Iraque. O primeiro-ministro Adil Abdul-Mahdi apresentou a demissão, mas mantém-se em funções até à nomeação de um sucessor.