Última hora
This content is not available in your region

Celebrações e protestos em Hong Kong

Celebrações e protestos em Hong Kong
Direitos de autor
AP
Tamanho do texto Aa Aa

Hong Kong viveu uma passagem de ano tumultuosa, com os manifestantes pró-democracia a juntarem-se aos foliões e a polícia a dispersar todos com gás lacrimogéneo.

As autoridades tinham relaxado um pouco a pressão, para dar espaço às celebrações do Ano Novo na cidade, mas a polícia estava de prevenção.

Foi logo a seguir à meia-noite que os confrontos entre populares e as forças de segurança tiveram início quando, depois de se reunirem no porto de Victoria, os manifestantes começaram a caminhar em direção ao centro da cidade.

A noite foi de violência e os confrontos continuaram durante o dia. Já de manhã, uma marcha de solidariedade do Dia de Ano Novo contra o governo de Hong Kong acabou por ser cancelada três horas depois de ter começado.

Manifestantes radicais bloquearam estradas, vandalizaram edifícios e incendidaram bombas de gasolina. Várias pessoas foram detidas.

A tensão volta a crescer na antiga colónia britânica neste primeiro dia de 2020.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.