Última hora
This content is not available in your region

Soleimani, o verdadeiro mentor iraniano

euronews_icons_loading
Soleimani, o verdadeiro mentor iraniano
Direitos de autor  Office of the Iranian Supreme Leader via AP, File
Tamanho do texto Aa Aa

Foi um herói da guerra Irão-Iraque na década de 80. Aos 62 anos, era amplamente apontado como o verdadeiro número dois do regime iraniano a seguir ao ayatollah, mais poderoso ainda do que o presidente.

Quando os Estados Unidos desencadearam a queda do regime de Saddam Hussein, em 2003, já Qassem Soleimani liderava a força de elite al-Quds. E era, até hoje, considerado intocável.

Segundo Ali Vaez, analista político da ONG International Crisis Group, Soleimani "era, inegavelmente, o líder militar mais importante do Irão. Não apenas das últimas quatro décadas, mas provavelmente até dos últimos séculos. Foi o homem que alargou o poder do Irão muito para além das suas fronteiras. Foi ele quem desenvolveu a estratégia defensiva que consiste em aproximar-se de partidos e parceiros fora do Irão para impedir ataques diretos em solo iraniano. Foi ele o mentor que aprofundou as ligações e as redes na região, do Líbano ao Iraque, da Síria ao Iémen, até ao Afeganistão"

Numa missiva pública enviada a Donald Trump em 2018, Soleimani declarava o seguinte: "serão vocês a iniciar a guerra, mas seremos nós a terminá-la".